Escritura Bíblica: São Lucas 24, versículos 13 ao 31

“E eis que no mesmo dia iam dois deles para uma aldeia, que distava de Jerusalém sessenta estádios, cujo nome era Emaús.  E iam falando entre si de tudo aquilo que havia sucedido. E aconteceu que, indo eles falando entre si, e fazendo perguntas um ao outro, o mesmo Jesus se aproximou, e ia com eles. Mas os olhos deles estavam como que fechados, para que o não conhecessem. E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre vós, e por que estais tristes? E, respondendo um, cujo nome era Cléopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias? E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; E como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte, e o crucificaram. E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas agora, sobre tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. É verdade que também algumas mulheres dentre nós nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro; E, não achando o seu corpo, voltaram, dizendo que também tinham visto uma visão de anjos, que dizem que ele vive. E alguns dos que estavam conosco foram ao sepulcro, e acharam ser assim como as mulheres haviam dito; porém, a ele não o viram. E ele lhes disse: Ó néscios, e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura não convinha que o Cristo padecesse estas coisas e entrasse na sua glória? E, começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dele se achava em todas as Escrituras. E chegaram à aldeia para onde iam, e ele fez como quem ia para mais longe. E eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia. E entrou para ficar com eles. E aconteceu que, estando com eles à mesa, tomando o pão, o abençoou e partiu-o, e lho deu. Abriram-se-lhes então os olhos, e o conheceram, e ele desapareceu-lhes.”

Esses dois discípulos eram discípulos de Jesus. Eles estavam em contato com o que estava acontecendo, mas não foram capazes de reconhecer o próprio Jesus. No versículo 16, mostra que eles estavam com os olhos fechados, não os olhos naturais, mas os olhos espirituais, o entendimento espiritual estava fechado. Isso mostra que não é carne nem sangue que revela nada a ninguém.

Em Efésios 1, verso 15 ao 18

“Por isso, ouvindo eu também a fé que entre vós há no Senhor Jesus, e o vosso amor para com todos os santos, Não cesso de dar graças a Deus por vós, lembrando-me de vós nas minhas orações: Para que o Deus de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai da glória, vos dê em seu conhecimento o espírito de sabedoria e de revelação; Tendo iluminados os olhos do vosso entendimento, para que saibais qual seja a esperança da sua vocação, e quais as riquezas da glória da sua herança nos santos;”

Paulo fala aqui que o entendimento tem olhos, e era esse tipo de olhos que os discípulos não tinham. Não adianta falar com Jesus, sobre Jesus, acerca de Jesus se você não sabe que é Jesus. O mundo rejeitou a Palavra feita carne. Não a Palavra escrita, mas sim, a Palavra feita carne. Ali, Jesus começou a mostrar a Si mesmo, a Palavra carne revelando a Si mesmo na Palavra escrita. E é esse o entendimento que temos que ter nesse momento, pois o que vai nos dar confiança, segurança, é o entendimento que temos do nós mesmo dentro da Palavra. Temos que nos conhecer como Ele nos conheceu, pois você carrega uma parte de Deus, e Deus não pode perder a Si mesmo.

“E como eu disse ontem à noite, Deus tem proporcionado isto, Sua Escritura, desde o princípio, antes de haver qualquer tempo, Ele sendo o Eterno. Ele é o Eterno, e então estas coisas que estão acontecendo agora, são apenas os atributos do pensamento de Deus. Primeiro tem que ser um pensamento e então uma Palavra. E quando um pensamento é expressado, é uma palavra. E então ela falada, Ela tem que acontecer. E a coisa toda é Deus Se desdobrando em Seus atributos, e então Deus Se torna material, palpável, com o Qual podemos conversar, falar com, em todo o Seu Corpo da Igreja e tudo mais. Portanto, teu nome estava em Seu pensamento. É assim que você tem Vida Eterna. Você não pode tê-La de outra maneira. Se você tem Vida Eterna, você sempre existiu. Veem? Você, caso contrário, você simplesmente não pode dizer: “Bem, eu pertenço à igreja, faço isso.” Não, senhor. A Vida Eterna nunca teve um começo. Qualquer coisa que é eterna, nunca começou e não pode terminar. Então você estava apenas em Seu pensamento, seu nome, quem você é e o que você é. Essa é a única maneira que você poderia ter a Vida Eterna, porque você sempre existiu.” (Mensagem: Quando seus Olhos foram abertos, eles O reconheceram, parágrafos 12 e 13)

Não temos para onde ir aqui nesse mundo, pois somos pessoas eternas. Temos uma partícula de Deus. Esse corpo pode ter uma data de validade, mas somos eternos porque há uma parte de Deus em nós. O cristão não deve se atar aos sentidos da carne, pois ele tem um Super Sentido para o guiar. Temos que viver na liderança do Espírito. Você é um atributo de Deus que foi expressado.

“E ela pensava que Ele era apenas um homem comum, talvez com uma proposta. Ela disse: “Ora, nossos pais adoravam nesta montanha. E Tu dizes em Jerusalém, sendo judeu”, e assim por diante, a conversa… Ele disse: “Vá buscar seu marido e venha aqui.” Ela disse: “Eu não tenho marido.” Disse: “Você disse certo. Você já teve cinco.” Observem! Aquele pontinho de Luz, de saber Quem Ele era, parecia que poderia ser assim. “Senhor, percebo que Tu és um profeta. Eu sei que quando o Messias chegar, é isso que Ele fará.” Ele disse: “Eu O sou.” Ela disse: “Isso é tudo.” Estão vendo?” (Mensagem: Quando seus Olhos foram abertos, eles O reconheceram, parágrafo 76)

Mesmo quase sem luz, essa mulher teve olhos para reconhecer que era Jesus. Essa mulher é a Noiva. Sendo Assim, o cristão deve ter zelo de colocar todas as coisas no lugar. Saber posicionar as escrituras no seu devido lugar, no seu devido dia. A questão é a luz da hora e entender a luz da hora. Quem é espiritual discerne todas as coisas. Precisamos discernir quando é o homem e quando é Deus. A Noiva faz isso naturalmente.

Não é obra que você fez ou faz, é o que Ele fez.

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -