Escritura Bíblica: Mateus 24, versículo 29 ao 35

“E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”

Nós sabemos que Jesus Cristo era o próprio Deus em carne, mas Ele cria em cada Palavra que acerca Dele estava escrito, e a Sua posteridade está predestinada e preordenada para crer em cada palavra, cada promessa, em cada coisa dessa Bíblia. Nós somos esse povo. A perfeição é Cristo em nós. Nós somos o povo que temos visto a figueira brotar, temos visto o sinal do Filho do Homem, temos visto a Coluna de Fogo, temos visto o Filho do Homem pregar e fazer sinais e maravilhas, e temos visto o Filho do Homem nos nossos dias. Ele continua sendo curador, salvador, redentor, nosso pastor, nossa bandeira; Ele continua sendo todos aqueles 7 Nomes Compostos, que não são apenas nomes, mas são atributos de Deus que continuam aqui, agora.

A batalha, é porque Ele está vindo. Essa batalha que cada um de nós enfrentamos, cada prova, cada luta, cada pequeno problema que Satanás fica arrumando entre os irmãos, é por causa da vinda Dele. A vinda Dele é para todos aqueles que O buscam, e o buscam de todo coração. Essa é a batalha que enfrentamos hoje, a vinda do Senhor para as nossas vidas. Como nos preparamos para a batalha? Tomando toda a Palavra de Deus.

“Como é que podemos ver outros grandes sinais e maravilhas feitos em outros, e nós? Isto deveria causar um estado de desespero, que estamos decididos, ente Deus. Os sinais de Sua Vinda deveriam trazer toda esta congregação, quando temos lido isto da Palavra…E o Espírito Santo tem nos dito: “Vá a um certo lugar, tal e tal coisa acontecerá,” não nos diz o que era, mas aconteceria. Nós vamos ali, isso acontece daquela maneira. Os jornais anunciam isto, as revistas anunciam isto, mostram a foto disto. Voltamos aqui e vemos aqueles grandes mistérios, escondidos na Bíblia, abertos para nós, em um novo campo que nem conhecíamos antes, e harmoniza perfeitamente com a Vinda do Senhor Jesus.” (Desesperos, parágrafo 53)

Podemos falar que estamos prontos?

Cada um de nós irá responder pelo seu ministério. Se você não se desesperar, essa mensagem não cria vida em nós. A fé opera pela caridade, e para você ter fé, você tem que ter amor primeiro. Então vamos tentar viver essas coisas, vamos avaliar as nossas vidas para atrair o amor de Deus. Você tem que expressar, se você ama, expresse. Deus saiu da eternidade, quando caímos, para fazer um caminho para nos trazer de volta.

“Você quer me dizer que levantou a mão, e então não é sincero o suficiente para se pôr de pé? Que bem lhe fez o Evangelho? Oh, tal brincadeira com igreja, brincando com Deus! A hora está próxima, um destes dias uma bomba atômica atingirá aqui em algum lugar, em uma destas grandes fábricas de pólvora. Não haverá um milésimo de segundo para repensar isto. Será tarde demais então, e talvez antes da próxima Páscoa, ou até mesmo nesta Páscoa. Não quer se levantar agora, dizer: “Deus, sê misericordioso comigo, um pecador. Eu agora aceito Cristo ao oferecer-Se como propiciação pelos meus pecados. E por Sua graça, e Sua graça apenas, eu habito na Presença de Deus.” Você confessará seu erro? Aquele que encobrir seus pecados não prosperará. Aquele que confessa seu pecado, tem misericórdia. Depende de você. Ele está observando.” (A Perfeição, parágrafo 103)

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -