Apresentamos aos nossos leitores e irmãos uma explicação detalhada daquilo que foi um acontecimento marcante na vida do profeta relatado por ele na mensagem Parado na Brecha.  Nós encontramos na foto dos 7 picos, podemos dizer, a jornada da vida do profeta desde seu início no ministério até a revelação dos 7 Selos. 

 

Os Sete picos e as três puxadas

ste-picos-02

ste-picos-03.

Apresentamos aos nossos leitores e irmãos uma explicação detalhada daquilo que foi um acontecimento marcante na vida do profeta relatado por ele na mensagem Parado na Brecha.  Nós encontramos na foto dos 7 picos, podemos dizer, a jornada da vida do profeta desde seu início no ministério até a revelação dos 7 Selos. Destacamos os últimos três picos que são as três puxadas, sendo que o último pico é o mais alto de todos, por questão de perspectiva da foto não é perceptível a sua real altura, no entanto, irmão Branham assim o disse.   Observe o detalhe que até o terceiro pico o ministério do profeta foi uma ascensão, quando ele não obedeceu a Voz de Deus houve um declínio, isso se deu mais ou menos entre 1937 e 1948, quando novamente irmão Branham entra em cena com seu extraordinário ministério dado por Deus há a elevação dos picos. Leiamos o que o profeta falou:

139 – Agora… E quando Billy e eu começávamos a rodar… Vêem, começamos a rodar, e Billy foi dormir outra vez. E Isto disse, “Eu te darei um sinal eterno”. 140 – E eu disse, “Senhor, que…” Eu esperei um pouquinho e nada aconteceu. Eu disse, “Qual será o sinal eterno, Senhor?” E eu esperei uns poucos minutos. E logo então… Eu olhei para ver o Billy. Ele estava dormindo. 141 – E Ele disse, “Eu te darei um sinal eterno”, outra vez. Ele disse, “Olhe na direção oeste de onde você está”. 142 – E eu virei a minha cabeça assim na camioneta para olhar (diminuí a marca vocês sabem)… E oh, o Espírito do Senhor… Eu senti como que se pudesse gritar e chorar. E eu olhei, e eu somente vi a montanha com seus cumes brancos. Eu disse, “eu não sei… não vejo nenhum sinal sólido concernente aquilo”. 143 – Ele disse, “O seu nome está escrito sobre toda ela”. 144 – Oh, eu pensei, “O que é isto?” E eu fiquei bastante fraco e comecei a parar. 145 – E o Billy levantou e disse, “O que está acontecendo com o senhor?” E eu segurei minhas mãos assim; o suor pingava de minhas mãos, que…?…146 – Eu disse, “Billy, algo está acontecendo. Eu sei que eu errei antes. Eu sei que falhei Senhor”. E parecia que eu podia ouvir aquele hino sendo cantado e pessoas mistas, aleijadas, mancas, cegas, e fracas. Ouvi um coro, a voz de algum grande… Uma voz famosa cantando: Impuro! Impuro! Os espíritos malignos o guiaram (Vocês conhecem o coro) Então veio Jesus e libertou o cativo.147 – Eu podia ver a fila dos enfermos estendida por todos os lados. Eu tive que parar. Billy não sabia que aquilo estava acontecendo, e eu olhei para cima. 148 – Eu parei e olhei para cima da montanha e vi aqueles sete montes. E então eu ouvi… Você quer ver uma coisa! Lá havia sete picos no topo da montanha, uma montanha que tem a extensão de várias milhas. A última montanha antes de você entrar no outro estado. Não há nenhuma outra montanha depois daquela. E ela ia do leste ao oeste, a posição da montanha. E o topo era coberto de neve. 149 – Os dois primeiros picos eram menores, e então um grande pico… E então outro pico pequeno, e logo um pico menor, e então um grande… enorme… e longo pico de montanha coberto de neve. E eu disse, “Senhor, eu não entendo o que isto significa”. 150 – Ele disse, “Quantos picos têm lá?”151 – Eu disse, “Há sete”. 152 – “Quantas letras há em seu nome?” B-r-a-n-h-a-m… M-a-r-r-i-o-n B-r-a-n-h-a-m. 153 – E lá havia três picos que destacavam. Ele disse, “Aqueles três picos são a primeira, segunda e terceira puxada. O primeiro foi a primeira parte de seu ministério, um monte pequeno; então a sua primeira puxada, um pouco mais alta”. Vocês sabem, o sinal está na mão. Então há um pequeno intervalo lá, o tempo que eu havia tirado por estar muito cansado. Muitos de vocês recordam disto. Então vem o discernimento, a segunda puxada. Agora, eu tive outra, cerca… Poucos anos aqui parecendo como pequenos picos. Vêem, de volta, como não era o meu ministério ainda. E então vinha o terceiro. 154 – Três é um número de conclusão. Vêem? O terceiro. O pico seguinte era o cinco, o número da graça. E o seguinte era o sete, o número da… da perfeição, o fim. “Trabalharemos seis dias, o sétimo é o Sábado, o fim da semana, o fim do tempo”. Vêem? E eu parei e mostrei isto para Billy. E olhei para eles. 155 – E Ele disse “Que… Que aquilo permaneça. Se alguma vez houver uma dúvida em sua mente, recorde deste lugar volte aqui”.

Parado na Brecha

falecom@avozdedeus.org.br

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -