A obra procura mostrar a reconstrução da comunidade judaica, reunida em Jerusalém e centrada no culto e na lei. Sob o domínio persa, foi concedida aos judeus uma oportunidade para recuperar e preservar a sua identidade como povo: a tradição religiosa dos antepassados, que agora se transforma em lei. No contexto pós-exílico, o Templo passa a ser o centro da vida da comunidade, como lugar de culto e da transmissão da lei, que fornecem a estrutura social da comunidade.

 

 

 


O Livro de Neemias

Como se divide o Livro:

-Oração de Neemias – Neemias 1

-Viagem de Neemias a Jerusalém – Neemias 2

-Restauração dos muros de Jerusalém – Neemias 3:1-32

-Obstáculos e dificuldades – Neemias 3:33-Neemias 4,17

-Injustiças sociais. Intervenção de Neemias – Neemias 5

-Término da reconstrução das muralhas – Neemias 6

-Recenseamento dos israelitas – Neemias 7

-Leitura pública da Lei – Neemias 8

-Oração de confissão dos pecados – Neemias 9

-Resoluções diversas – Neemias 10

-Repartição dos habitantes de Jerusalém – Neemias 11

-Sacerdotes e levitas – Neemias 12

-Reformas diversas, realizadas por Neemias – Neemias 13

mat-neemias-13082011-2

A obra procura mostrar a reconstrução da comunidade judaica, reunida em Jerusalém e centrada no culto e na lei. Sob o domínio persa, foi concedida aos judeus uma oportunidade para recuperar e preservar a sua identidade como povo: a tradição religiosa dos antepassados, que agora se transforma em lei. No contexto pós-exílico, o Templo passa a ser o centro da vida da comunidade, como lugar de culto e da transmissão da lei, que fornecem a estrutura social da comunidade.

mat-neemias-13082011-3

O Livro de Neemias antecede o Livro de Ester, Ester é o Livro de perseguição ao povo Judeu. Há uma revelação da parte da Mensagem do profeta William Branham com relação a este Livro. Nós já mencionamos que o 5º Selo começou bem antes da 2ª Guerra mundial. O movimento para trazer o povo para Israel começou com a idéia de um homem chamado Theodor Herzl (1860 – 1904).

mat-neemias-13082011-4

Theodor Herzl (1860 – 1904)

Estadista, escritor, visionário do Estado Judeu, pai do sionismo político e fundador da Organização Sionista Mundial.Nasceu em Budapest, Hungria, e se educou no espírito do judaísmo reformista.Aos 24 anos obteve o doutorado em direito na Universidade de Viena; se dedicou a escrever contos e obras de teatro e foi jornalista em Viena e Paris.As manifestações de anti-semitismo em Viena, e em Paris a raíz do Caso Dreyfuss, levaram-no a conclusão da necessidade da criação de um Estado que servisse de refúgio para o Povo Judeu. Graças a sua enorme energia, sua organização e seu encanto pessoal, criou em muito pouco tempo (1896-1904) um movimento mundial e criar as bases dos recursos necessários para as realizações de seus objetivos (o banco Otzar Hitiashvut ha-iehudim e o Keren Kayemet Leisrael).Foi o precursor da diplomacia sionista e o primeiro judeu da época moderna que negociou com diversos governos em nome do Povo Judeu.O Congresso Sionista que se realizou em 1897, na Basiléia o elegeu Presidente da Organização Sionista Mundial, cargo que exerceu até a sua morte.O estado concebido por Theodor Herzl concretizava os maiores ideais da humanidade, baseando-se nos princípios de justiça social e cooperação, no aproveitamento do desenvolvimento científico e tecnológico e na tolerância em todos os aspectos da vida.Em seu livro, O Estado Judeu, descreveu as características do mesmo.Suas vitórias se destacam em vista das severas decepções que enfrentou.No começo, quando compreendeu a necessidade de um estado judeu, fracassou na intenção de convencer os judeus mais influentes e abastados, levando-o as massas judaicas e criando o Movimento Sionista, mas sempre enfrentando a oposição dos setores assimilacionistas e ortodoxos e com a indiferença de muitos outros grupos.Sofreu desilusões mais profundas ao dirigir-se aos diversos governos. Depois de fracassar em suas negociações com a Turquia para obter direitos de colonização em Éretz Israel, e nas negociações com a Grã-Bretanha com respeito ao norte do Sinai (Plano El-Arish, 1902-1903), a Grã-Bretanha propôs a colonização judaica em Uganda.Esta proposta de obter um território fora de Éretz Israel foi rechaçada pelo Movimento Sionista. Em plena atividade de conversações políticas morreu aos 44 anos de idade, no dia 20 de Tamuz de 5664 – 03 de julho de 1904.Cumprindo seu desejo de ser sepultado no futuro estado judeu, seus restos mortais foram enterrados em Jerusalém, em uma colina que desde então leva o seu nome, onde são enterrados os grandes nomes da nação, junto ao cemitério militar central.

“…Se quiserdes, isto não será uma lenda.” T. Herzl

E as palavras proféticas de Theodor Herzl se concretizaram no dia 14 de maio de 1948 – 05 de Yar de 5708 com a Declaração de Independência do Estado de Israel através das palavras de David Ben Gurion, no Museu de Tel Aviv: “… baseados nos direitos históricos do Povo Judeu e da jurisprudência das Nações Unidas, proclamamos por este instrumento, solenemente, o estabelecimento do Estado Judeu na Palestina, sob o nome de ESTADO DE ISRAEL – MEDINAT ISRAEL !”

Muito bem, mostrarei através da Mensagem do profeta em artigos que seguirão que o Livro de Ester, após o Livro de Neemias, onde a LEI foi retomada e crida, preparou o terreno para a perseguição que os Judeus sofreriam nas dores de parto do 5º Selo.

Sigamos com calma e atenção nos próximos artigos.


mat-neemias-13082011-5

falecom@avozdedeus.org.br

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -