Qual é o problema com as Igrejas hoje. Quando um homem entra no Corpo de Cristo e se torna um dos membros e começa a fazer o mal, em vez de vocês todos se ajuntarem esta mesma coisa… E você, Tabernáculo Branham, faça isto. Porque desde que você o esteja segurando, ele está sob o Sangue.

 

Jó foi açoitado no corpo para correção do espírito

102 Qual é o problema com as Igrejas hoje. Quando um homem entra no Corpo de Cristo e se torna um dos membros e começa a fazer o mal, em vez de vocês todos se ajuntarem esta mesma coisa… E você, Tabernáculo Branham, faça isto. Porque desde que você o esteja segurando, ele está sob o Sangue. E ele simplesmente continua fazendo a mesma velha coisa muitas e muitas vezes todo o tempo. Vocês se reúnam e o entreguem a Satanás para a destruição da carne, para que o espírito seja – como – possa ser salvo no dia do Senhor. E veja o chicote de Deus cair. Veja o diabo agarra-lo. Este é um espírito maligno que entra nele. 103 E este rapaz aqui se concertou, e voltou. Nós encontramos em II aos Coríntios onde realmente ele se limpou diante de Deus. 104 Veja Jó, um homem perfeito, um homem justo. E Deus permitiu que o diabo viesse sobre ele, e o açoitasse, e tudo mais para a perfeição do seu espírito. Vêem? Então os espíritos malignos tem… Deus usa os espíritos malignos muitas vezes para realizar o Seu plano e Sua vontade.

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O ESPÍRITO SANTO William M. Branham 19 de dezembro de 1959 Jeffersonville – Indiana – U.S.A. Tradução – GO

 mat-jo2

Um “homem íntegro e reto, que temia a Deus e se desviava do mal” (Jó 1) torna-se vítima de Satanás e vê sua família desfeita e seus bens destruídos. Em pouco tempo, o mais bem sucedido homem de sua época, torna-se o mais miserável. O que chama atenção é que a conduta de Jó não era bem vista apenas diante de homens, mas diante de Deus! Somente sob este ponto é difícil chegar a uma resposta clara sobre a razão de um homem daquela envergadura sofrer.

Irmão Branham enfatiza que Jó sofre na carne para perfeição do espírito. Quando percebemos que os filhos de Jó iam para festas, esse não os impedia, oferecia sacrifícios pelos erros e/ou pecados dos filhos. É possível ver uma timidez espiritual em Jó, era justo e temente a Deus, a questão é o fato do profeta nos mostrar que os sacrifícios não aprimoravam o espírito de Jó, por tal, a afirmação do irmão Branham.

 mat-jo3

1 Havia um homem na terra de Uz, cujo nome era Jó; e era este homem íntegro, reto e temente a Deus e desviava-se do mal.

2 E nasceram-lhe sete filhos e três filhas.

3 E o seu gado era de sete mil ovelhas, três mil camelos, quinhentas juntas de bois e quinhentas jumentas; eram também muitíssimos os servos a seu serviço, de maneira que este homem era maior do que todos os do oriente.

4 E iam seus filhos à casa uns dos outros e faziam banquetes cada um por sua vez; e mandavam convidar as suas três irmãs a comerem e beberem com eles.

5 Sucedia, pois, que, decorrido o turno de dias de seus banquetes, enviava Jó, e os santificava, e se levantava de madrugada, e oferecia holocaustos segundo o número de todos eles; porque dizia Jó: Porventura pecaram meus filhos, e amaldiçoaram a Deus no seu coração. Assim fazia Jó continuamente.

Jó 1

A justiça correspondia ao ato humano, Jó não discipulava seus filhos, razão pela qual havia necessidade de uma correção espiritual.

“Porque eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra. E depois de consumida a minha pele, contudo ainda em minha carne verei a Deus. Vê-lo-ei, por mim mesmo, e os meus olhos, e não outros o contemplarão; e por isso os meus rins se consomem no meu interior.” (Jó 19.25-27)

Eis a lição maior !

mat-jo4

falecom@avozdedeus.org.br

 

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -