Aqui há algum tempo atrás, em oh, por volta de uns cem anos atrás, havia um grande cristão que viveu no sudoeste dos Estados Unidos. Seu nome era Daniel Curry, um maravilhoso homem, um pio homem, um homem consagrado, um autêntico cristão, um homem de quem todos pensavam muito, uma pessoa tão maravilhosa. E a história conta, que ele morreu ou entrou num transe, e ele disse… como ele subiu ao Céu, naturalmente, quando ele morreu. 

´ 

 

Daniel Curry

( O nome dele não estava no Livro, mas a Graça o alcançou)

(1808-1884)

Rev. Daniel Curry, D. D., LL. D.

Tho Methodist Episcopal Church has suffered a great loss in the death of Rev. Daniel Curry, D. D., LL D., who died in New York recently. As theologian, preacher, journalist and debater be was renowned. He was born in 1808 in what is now Cortlandville, near Peekskill. He entered the Wesleyan university, Mlddletown, Conn., and was graduated two years later. In 1840 he took charge of an academy at Macon, Ga. Two years afterward he entered the Georgia conference. The great conflict over tbe slavery question was then at its height. Dr. Curry was an abolitionist, a co-worker with Garrison, Whittier and Phillip”, and when the Methodist church south was established he returned to the north. Ho entered the New York Conference East and held appointments in it for eleven years. In 1845, he became president of Asbury, now De Pauw University, at Greencastle, Ind. Two years later he came east. In 1864 he became editor in chief of ‘The Christian Advocate, a position he held until, in 1876, ill health forced him out of it. He spent some time in Europe and after his return edited The Methodist, which was afterward merged into The Christian Advocate. For the next six years Dr. Curry devoted himself to theologlcal writing. Ho produced “Fragments.’* “Platform Papers,” a new edition of “Clark’s Commentary Of. The New Testament,” a ”Life of Bishop Clarke, and other works. In addition to all this, he edited The National Repository through eight volumes. From 1884 to his death, he edited Tho Methodist Magazine. His friends loved and admired him and his opponents respected him.

REV. DANIEL CURRY

Tradução do obituário de Daniel Curry

A “Methodist Episcopal Church” sofreu uma grande perda com a morte do Rev. Daniel Curry, D. D., LL D., que morreu em Nova York recentemente. Como teólogo, pregador, jornalista e polemista era conhecido. Ele nasceu em 1808 no que é hoje Cortlandville, perto de Peekskill. Ele entrou na universidade Wesleyan, Mlddletown, Conn., e formou-se dois anos mais tarde. Em 1840, ele assumiu o comando de uma academia em Macon, Ga. Dois anos depois, ele entrou na conferência Georgia. O grande conflito sobre questão TBE e escravidão estava então no auge. Dr. Curry foi um abolicionista, um colega de trabalho com Garrison, Whittier e Phillip, e quando a igreja sul Metodista foi fundada ele voltou para o norte. Ele entrou para a New York Conferência Leste e nomeações realizadas em que há onze anos. Em 1845 tornou-se presidente da Asbury, agora Pauw Universidade, em Greencastle, Indiana. Dois anos mais tarde ele veio ao leste. Em 1864 ele se tornou editor-chefe do “The Christian Advocate”, uma posição que ocupou até que, em 1876, os problemas de saúde o forçaram a sair. Ele passou algum tempo na Europa e depois de seu retorno editado a igreja Metodista, que foi posteriormente incorporada pela The Advocate Christian. Para os próximos seis anos Dr. Curry dedicou-se à escrita teológica. Produziu “Fragmentos”. * “Plataforma Papers “, uma nova edição do” Comentário de Clark do novo Testamento”, “A vida de Bispo Clarke, e outras obras. Além de tudo isso, ele editou “O Repositório Nacional” através de oito volumes. De 1884 até sua morte, ele editou The Metodista Magazine (A Revista metodista). Seus amigos o amavam e admiravam a ele e seus adversários o respeitavam.

Cambridge Chronicle, Volume 42, Number 2168, 3 September 1887

Confira o jornal da época: http://cambridge.dlconsulting.com/cgi-bin/cambridge?a=d&d=Chronicle18870903-01.2.51

danielcury2

O jovem Curry

“ Aqui há algum tempo atrás, em oh, por volta de uns cem anos atrás, havia um grande cristão que viveu no sudoeste dos Estados Unidos. Seu nome era Daniel Curry, um maravilhoso homem, um pio homem, um homem consagrado, um autêntico cristão, um homem de quem todos pensavam muito, uma pessoa tão maravilhosa. E a história conta, que ele morreu ou entrou num transe, e ele disse… como ele subiu ao Céu, naturalmente, quando ele morreu. E quando ele se aproximou do portal de pérola, o vigia veio à porta, disse: “Quem é você? ” Ele disse: “Eu sou o evangelista, Daniel Curry, eu tenho ganho milhares de almas para Cristo. E eu estou… Eu desejo entrar nesta manhã. A jornada da minha vida tem terminado na terra, eu não tenho nenhum lugar para ir agora. ” Essa é a maneira que isto está vindo a você numa manhã, pecador. Essa é a maneira que isto está vindo a você, apóstata. Essa é a maneira que isto está vindo a vocês que têm entristecido o Espírito Santo para longe de vocês, não são mais dóceis e tenros. Você não tem chorado por anos. Você não tem se corado, pois eu não sei quando, e toda a modéstia tem se ido de você. Certamente. Porém isto chegará à sua porta numa destas manhãs. E enquanto o dócil Espírito Santo vier e bater, porque você simplesmente não Lhe deixa entrar? Assim que quando Daniel Curry chegou ali a – a – ao portal, eles entraram, disse: “Nós veremos se você tem o seu nome aqui. ” Eles olharam por toda parte, eles não puderam encontrar nenhum nome. Disse: “Não, não há nenhum Daniel Curry aqui. ” “Oh”, ele disse: “certamente! ” Disse: “Eu sou um evangelista. ” Ele disse: “Eu tenho ganho almas para Cristo. ” Disse: “Eu tenho tentado fazer a coisa que é correta. ” O vigia disse: “Senhor, eu sinto muito em lhe dizer, porém não há nenhum Daniel Curry aqui. ” Disse: “Eu lhe direi o que você pode fazer. ” Disse: “Nós não temos nenhum direito aqui para tomar o seu caso”. Ele disse: “Porém deseja você apelar o seu caso? Você pode apelar para o Trono Branco do Julgamento, se você desejar. ” Porém disse: “Nós não temos misericórdia aqui para você, definitivamente, porque nós não o temos aqui. Não há misericórdia para você. ” Disse: “Você deseja apelar o seu caso? ” Ele disse: “Senhor, o que mais posso eu fazer a não ser apelar o meu caso? ” Ele disse: “Bem, então, você pode ir ao Trono Branco de Julgamento e apelar o seu caso ali. ” Daniel Curry disse que ele sentiu a si mesmo indo através do espaço por quase uma hora. Disse que ele entrou em um lugar, que isto se tornou mais brilhante, mais brilhante, mais brilhante, mais brilhante. Disse: quanto mais distante ele ia, tanto mais brilhante isto se tornava. Isto era cem vezes, milhares de vezes mais resplandecente do que o sol alguma vez brilhou. E disse que ele estava tremendo, tremendo. E disse: que quando ele entrou nessa Luz, ele ouviu uma Voz dizer: “Você foi perfeito na terra? ” Somente saia de uma – uma luz. Ele disse: “Não, eu não fui perfeito”, estava tremendo. Disse: “Você sempre agiu honestamente com todo mundo? ” Disse: “Não. ” (Disse: “Algumas coisas vieram a minha mente de que eu não fui exatamente honesto, ’) Disse: “Não, eu – eu – eu suponho que eu não fui honesto, ” Disse: “Você disse a verdade em cada caso, em sua vida? ” Disse: “Não. Eu me lembro de algumas coisas que eu tenho dito que não eram duvidosas… que eram duvidosas. Eu – eu – eu – eu nunca fui exatamente verdadeiro. ” Disse: “Então, você alguma vez tomou algo que não lhe pertencia, alguma coisa, dinheiro, algo mais que não lhe pertencia? ” Disse que ele pensava na terra que ele era tão bom, porém ele foi condenado. Disse: “Não. Não, eu tenho tomado coisas que não me pertenciam. ” Ele disse: “Então você não foi perfeito. ” Ele disse: “Não, eu não fui perfeito. ” Disse que ele estava esperando pela rajada que em qualquer minuto viria dessa grande Luz donde a Pomba descansava “condenado! ” Disse: somente então ele ouviu uma Voz detrás dele, que era mais doce do que a voz de alguma mãe que ele alguma vez houvesse ouvido. Disse que ele virou para olhar. E a mais doce face que ele jamais havia visto, mais doce do que a face de alguma mãe, estava de pé perante ele. Então disse que Ele disse: “Pai, Daniel Curry permaneceu por Mim ali na terra. É verdade, ele não foi perfeito, porém ele permaneceu por Mim, Ele permaneceu por Mim na terra, agora Eu irei permanecer por ele no Céu. Tire todos os seus pecados e os ponha em Minha conta.”

A igreja e sua condição 116-128

falecom@avozdedeus.org.br

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -