Image

Wedding Ceremony

 

Sermon details
This Message by Brother William Marrion Branham called Wedding Ceremony was delivered on Sunday, 1st December 1963 in Shreveport, Louisiana, U.S.A.
The tape, number 63-1201W, is not available any more.
This text was taken from the 1999 Infobase, provided by
Voice Of God Recordings
P.O. Box 950, Jeffersonville, Indiana 47131 U.S.A.
Phone (812) 256-1177
Fax (812) 256-6187
Many thanks to Br.
Neil Halava and his team for their hard work.

E-1 [A Wedding Ceremony By Brother William Marrion Branham, at the Life Tabernacle in Shreveport, Louisiana, Sunday morning at 8:00, December 1, 1963. The pianist plays several wedding songs, and the BRIDAL CHORUS; then the minister, the groom and his attendants come to the altar, then the bride's attendants come to the altar, followed by the bride–Ed.]
Who will I ask for this woman to be the wife of this man?
[The bride's father answers, "We do."]

Dearly beloved, we are gathered here together in the sight of God, and the face of this company, to join together this man and woman in holy matrimony, which is commanded by Saint Paul to be honorable among all men. It is therefore not by any to be entered into discreetfully or lightly, but reverently, discreetfully, soberly, and in the fear of God.

E-2 Into this holy state these two persons present come to be joined. If there's anyone here that can show a just cause why they should not be lawfully joined together in this holy matrimony, do you now speak, or from hereafter, forever hold your peace.
I will require and will charge you both, as you'll surely answer at the day of the judgment when the secrets of all hearts shall be disclosed, if there's either of you that know any impediment why you should not be lawful joined together in this holy matrimony, do you now confess it, for be it assured unto you that any couples that are joined otherwise than God's Word doth allow, their marriage is not lawful. 
 

E-3 But duly believing you have considered this solemn obligation you're about to assume, and that you have prepared to enter upon the same, reverently, discreetfully, soberly in the fear of God, I shall propose to you the marriage covenant. You will witness the same as you join your right hands together.
[The groom and bride join their right hands together–Ed.]
Will you have this woman to be your lawful wedded wife, to live together in this holy state of matrimony? Do you promise to love and honor and cherish, and support in sickness or health, riches or poverty, and will forsake all others as long as you both live?
[The groom answers, "I will."]
Will you have this man to be your lawful wedded husband, to live together in this holy state of matrimony? Do you promise to love, honor, and cherish, and support in sickness or health, riches or poverty, and cleave thee only unto him as long as you both live?
[The bride answers, "I will."]
I will require a token.
[Two rings are placed on the minister's Bible, then offered to the groom for the bride, then to the bride of the groom.]
Will you join back your right hands, and step forward for your covenant.
Let us bow our heads.

E-4 Heavenly Father, as we are conscious of this act that we are performing, and realizing that You married the first couple that was married on the earth when You married our father and mother Adam and Eve, and commanded them to go forth into the world, and to be fruitful and multiply… Down to this day, Lord, this young man and young woman comes now to be united by the virtues of Thy Word and Thy Promise, as in their life's journey they have chosen each other to be their life's companion.
I pray Thy blessings upon them, Almighty God. Make them an example in this day of reckless living, that a man and a woman can live true and virtuous in the sight of the world and before God. Make them fruitful, Lord. May they always serve You. May You be the unseen Guest at all times at their home. And as Thou did bless Isaac and Rebekah, and they lived so happily together through their life, I pray likewise that You'll bless this young man and this young woman. Father, I pray that You hear me, Lord.

E-5 And now, by the virtue of my commission to be the servant of God, given to me by Almighty God, and witnessed to me by an Angel, I pronounce this man and this woman, husband and wife, in the Name of Jesus Christ. Amen.
God bless you. You're married.
[The couple kiss, then face the congregation. The pianist begins playing the Wedding March–Ed.]
Whatsoever God joins together, let no man put asunder.
[The groom, the bride, and the attendants leave.]

 E-6 The sweetness of wedlock, a man and a woman has been joined together to face life's journey in its ups-and-downs. Father and mother on both sides had to give son and daughter. That's what your father and mother did one day. I pray God to strengthen you. And realize that this is part of your duty in life, as it was for you to have your wife or your husband, as your father and mother did the same.
As I see two walking out like that, coming to be joined, I always get a picture of the coming of Christ for His Bride. I'm trusting that we'll all be a part in that Bride at that day. He shall come too. That's the happiest moment of this young people's life. That'll be the happiest moment of a Christian life, when we're joined to Christ as one.
The Lord bless you. Let's stand.

E-7 Heavenly Father, as our eyes has been turned to a wedding this morning. We're thinking of some glorious morning when Jesus shall come, and there will be another Wedding, when the redeemed of all ages, that's been redeemed by the Blood of the Lamb, shall be partakers of His Life also, the Eternal Life, and we'll have a body like His glorious body in which He lives now. We long for that hour. As we leave this room this morning, may it be afresh upon our hearts and our lives dedicated at that great Wedding that we're going someday. In Jesus' Name we pray. Amen.

OBSERVAÇÃO:

Temos registros de três casamentos feitos pelo irmão Branham. As datas são 01/12/1963, outro de 16/01/1965 e um último de 20/02/1965. Claro que o profeta fez inúmeros casamentos, porém há somente estes três registros. Nos Estados Unidos, o ministro religioso segue determinadas instruções legais variando de estado para estado, que são no total de 50. No entanto, na grande maioria deles, a regra é única, como podemos observar no casamento que iremos traduzir. O ministro pergunta antes de qualquer coisa quem é o responsável pela noiva que está por casar-se, ela precisa ter o amparo de alguém para que o celebrante realize a cerimônia, que em geral é bem curta.

Cerimônia de casamento 

E-1 [Cerimônia de casamento por Irmão William Marrion Branham, no Tabernáculo da Vida em Shreveport, Louisiana, 08h00min da manhã, 1º de dezembro domingo, 1963.

 A pianista toca diversas canções de casamento, e o Coral da Noiva; então o ministro, o Noivo e seus assistentes vêm ao altar, então os assistentes da noiva vêm ao altar, seguidos pela Noiva–Ed.]

A quem eu peço por esta mulher para ser esposa deste homem?(pergunta obrigatória feita pelo irmão Branham-Nota do tradutor)

(O pai da Noiva responde: “NÓS”)                          

Querido e Amado, nós estamos reunidos aqui juntos na presença de Deus, em face desta cena, para unir esta mulher e este homem em Santo matrimônio, o qual é um mandamento de São Paulo e deve ser honrado entre todos os homens. Isto é então não de alguma forma discreta ou brilhante, mas reverentemente, discretamente, sobriamente, no temor de Deus.

2- Entrando neste santo estado que estas duas pessoas presentes comparecem para se unirem. Se há alguém aqui que possa mostrar algo que impeça legalmente eles de se unirem em santo matrimônio, fale agora,ou daqui em diante, retenha sua paz. Eu requero e responsabilizo ambos, como vocês certamente responderão no dia de juízo, quando todos os segredos dos corações serão revelados, se qualquer um de vocês saiba de algum impedimento que seja um motivo legal para que ambos não se unam em santo matrimônio, confesse agora, para ser isto assegurado ante vocês que quaisquer casais que forem unidos de outra maneira do que a forma  da Palavra de Deus requer, sua união não é legal.

3- Mas pontualmente crendo que vocês têm considerado este solene comprometimento que vocês estão prestes a assumir e que vocês têm se preparado para assumi-lo, reverentemente, discretamente e sobriamente no temor de Deus, eu lhes proporei o pacto do casamento. Vocês testemunharão o mesmo como estão de mãos dadas, juntos.

(O noivo e a noiva se dão as mãos- Ed.)

Você toma esta mulher para ser legalmente a sua esposa, para viverem juntos neste santo estado de matrimônio? Você promete amá-la, honrá-la e cuidá-la e apóia-la na doença e na saúde, na riqueza ou na pobreza e abrirá mão de todas as outras enquanto ambos viverem?

(O noivo responde “SIM”)

Você toma este homem para ser legalmente seu esposo, para viverem juntos neste santo estado de matrimônio? Você promete amá-lo, honra-lo e cuidar dele e apóia-lo na doença ou na saúde, riqueza ou pobreza e ser somente dele lealmente enquanto ambos estiverem vivos?

(A noiva responde “SIM”)

Eu requero um SINAL.

(Diz o irmão Branham).

(Duas alianças são colocadas sobre a Bíblia do irmão Branham, oferecidas do noivo para a noiva e da noiva para o noivo)

 Pode juntar as mãos das alianças e dar um passo à frente para o compromisso. Vamos inclinar nossas cabeças.

4-Pai Celestial, como estamos conscientes desse ato que estamos realizando, sabedores que Tu fizeste o casamento do primeiro casal que casou sobre a terra, quando Tu casastes nossos pais Adão e Eva e ordenastes que fossem pelo mundo e frutificassem e multiplicassem… Chegando a este dia, Senhor, este jovem e esta jovem vem agora para se unirem pela virtude de Tua Palavra e Tua Promessa, pois nas jornadas de suas vidas eles escolheram um ao outro para uma vida compartilhada . Eu peço Tuas bênçãos sobre eles Deus Todo-poderoso. Faça deles um exemplo nestes dias que não conhecem impedimento, que ainda há um homem e uma mulher que podem viver verdadeiramente e virtuosamente neste mundo e perante Ti. Faça-os frutíferos Senhor. Possam eles sempre Te servir.  Possa o Senhor ser o convidado INVISÍVEL em todo tempo no lar deles. E com Tu abençoastes Isaque e Rebeca e eles viveram tão felizes juntos através de suas vidas, eu oro que da mesma forma Tu abençoes este jovem e esta jovem. Pai, eu oro que Tu me ouças.    

5- Agora pela virtude da minha comissão para ser um servo de Deus, dado a mim pelo Deus Todo-poderoso e tendo um Anjo por testemunha, eu anuncio este homem e esta mulher, marido e mulher, no Nome de Jesus Cristo. Amém.  Deus abençoe vocês, estão casados.(O casal se beija e se vira para a congregação. A pianista começa a tocar a Marcha de Casamento-Ed).Aqueles a quem Deus uniu, não possa separa o homem. (O noivo e a noiva e os acompanhantes saem).

6- A mais doce das núpcias, um homem e uma mulher têm se unido para encarar a jornada da vida em seus altos e baixos. Pais e mães de ambos os lados, entregando filho e filha. Isto é o que seu pai e sua mãe fez um dia. Eu oro Deus que tu lhes fortaleças, eu entendo que esta é uma parte de seu dever na vida, como isto foi para você ter sua esposa ou seu marido, como seu pai e sua mãe fizeram da mesma forma.   Como eu vejo os dois andando desta forma, seguindo juntos, eu sempre tomo um quadro da vinda de Cristo para Sua Noiva. Eu estou confiando que todos nós seremos partes da Noiva naquele dia. Ele virá também. Este é o momento mais feliz da vida destes jovens. Ser á o momento mais feliz da vida cristã, quando nos juntarmos a Cristo como um só. O Senhor os abençoe. Fiquemos de pé.

7- Pai Celestial, nossos olhos estão voltados para este casamento nesta manhã. Nós estamos pensando em alguma gloriosa manhã quando Jesus virá, e haverá um novo Casamento, quando os redimidos de todas as Eras, que foram redimidos pelo Sangue do Cordeiro, serão participantes de Sua Vida também, a Vida Eterna, e nós teremos um corpo como Seu Corpo Glorioso no Qual Ele vive agora.  Mal podemos esperar por esta hora. Nós deixamos esta sala hoje possa isto mais uma vez estar sobre nossos corações e nossas vidas dedicadas para aquele grande Casamento que teremos algum dia. Em nome de Jesus oramos. Amém.

 

Tradução: Pastor Sérgio Ricardo

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -