mini-14012011
A palavra casamento é derivada de “casa”, enquanto que matrimonio tem origem no radical mater (“mãe”) seguindo o mesmo modelo lexical de “patrimônio”.

Casamento sólido

A palavra casamento é derivada de “casa”, enquanto que matrimonio tem origem no radical mater (“mãe”) seguindo o mesmo modelo lexical de “patrimônio”. Também pode ser do latim medieval casamentu: Ato solene de união entre duas pessoas de sexo diferente, capazes e habilitadas, com legitimação religiosa e/ou civil.

O matrimônio é definido pelo Código de Direito Canônico como sendo “o pacto pelo qual o homem e a mulher constituem entre si o consórcio íntimo de toda a vida, ordenado por sua índole natural ao bem dos cônjuges e à procriação e educação da prole, entre batizados foi elevado por Cristo nosso Senhor à dignidade de sacramento. Pelo que, entre baptizados não pode haver contrato matrimonial válido que não seja, pelo mesmo facto, sacramento.” (cânon 1055).

Paulo disse:

“…cada homem tenha sua mulher e cada mulher seu marido. Que o marido cumpra seu dever em relação à mulher e igualmente a mulher em relação ao marido. A mulher não dispõe de seu corpo, mas sim o marido. Igualmente o marido não dispõe de seu corpo, mas sim a mulher. Não se recusem um ao outro…”  (1ª Coríntios 7, 2-5)

Jesus disse:

“Não ouvistes que, no princípio, o Criador os fez varão e mulher? Disse: por isso deixará o homem o pai e a mãe e se unirá à mulher, e serão dois numa só carne.” (Mt. 19, 4-5) Com efeito em Gen. 2,24 vê-se: “O homem deixará seu pai e sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão dois numa só carne.” e, ainda, “não separe o homem o que Deus uniu” (Mt. 19,6).

Paulo disse:

“As mulheres casadas estejam sujeitas a seus maridos como ao Senhor. Porque o marido é a cabeça da mulher, como Cristo é cabeça da Igreja (…) Vós, maridos, amai as vossas mulheres, como Cristo amou a Igreja (Ef 5, 25) … Por isso deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e serão dois numa só carne: grande sacramento é este, mas entendido em Cristo e na Igreja”.

Referências Bíblicas

1- O casamento é uma idéia de Deus. Gênesis 2:18-24.

2- O compromisso é essencial para um casamento bem-sucedido. Gênesis 24:58-60.

3- O romance é importante. Gênesis 29:10-11.

4- O casamento proporciona momentos de imensa felicidade. Jeremias 7:34.

5- O casamento cria o melhor ambiente para a educação dos filhos. Malaquias 2:14-15.

6- A infidelidade quebra o vínculo da confiança, que é a base de todos os relacionamentos. Mateus 5:32.

7- O casamento é permanente. Mateus 19:6.

8- O correto é que apenas a morte dissolva um casamento. Romanos 7:2-3.

9- O casamento está baseado nos princípios práticos do amor, não em sentimentos. Efésios 5:21-33.

10- O casamento é um símbolo vivo de Cristo e a Igreja. Efésios 5:23-32.

11- O casamento é bom e honroso. Hebreus 13:4.

Uma visão do Código Civil de 2002:

No Brasil, o casamento é regulamentado pelo Código Civil de 2002. Ele é necessariamente monogâmico, e só pode ser realizado entre um homem e uma mulher, a idade mínima dos noivos é de 16 anos (casando entre 16 e 18 anos o menor automaticamente é emancipado). É um contrato bilateral e solene realizado entre um homem e uma mulher com o intuito de constituir família com uma completa comunhão de vida.

O rol de deveres de ambos os cônjuges, previsto no artigo 1.566 do novo ordenamento, repete os quatro incisos do artigo 231 do Código velho – fidelidade, vida em comum, assistência, criação dos filhos -, e acrescenta mais um: respeito e consideração mútuos. Trata-se de expressão que o legislador também utiliza na definição dos deveres dos companheiros em união estável (Lei 9.278/96, artigo 2o). Não se cuida de mera extensão pleonástica do dever de assistência moral. A ênfase se justifica em razão da “comunhão de vida” imanente ao casamento, de sorte que o distanciamento por falta de diálogo, a frieza no trato pessoal e outras falhas de comunicação podem afetar aquela convivência, motivando, com isso, novas figuras de quebra de dever conjugal.

William Branham disse:

 

TORRE DE BABEL – 15

“É legal, está na lei, é santo que um homem tome para si mesmo uma esposa e viva com a sua esposa. Outra mulher poderia ser a mesma coisa para ele, mas seria morte tocar-lhe. Aí está a diferença… a justiça pervertida.”

PERGUNTAS E RESPOSTAS N° 3 – Parag.154

“O casamento pertence a casa de Deus. Mas sendo que você está casado, aqui está quando você está realmente casado: você se casa quando você vota um ao outro, quando você promete um ao outro que você…que você tomará um ao outro. O juiz de paz pode te dar a licença, isto é em termos legais, de viverem juntos como esposo e esposa em terem o direito comum de marido e mulher. Mas quando você promete a a esta moça e este…você promete aquele homem que você viverá fiel a ele, e você o toma para ser o seu marido, você está casado então.”

ESTEJA CERTO DE DEUS – Parág. 6

“E nenhum crente nunca deve se casar com uma descrente sob circunstância alguma. Deve sempre casar-se com crente!”

falecom@avozdedeus.org.br

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -