mini-bullingBullying é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully – «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender

 

 

 

Bullying religioso ?

185 Ela disse: “Querido, desde que me casei com você, eu ficarei com você até que a morte nos separe.” Ela disse: “Eu irei.” Ela disse: “Agora, contaremos aos nossos pais.” 186 E eu disse: “Bem, você conta para sua mamãe e eu contarei para minha mãe.” Assim nós. . .Eu fui e contei para mamãe.” 187 Mamãe disse: “Ora, claro Billy. Seja o que for que o Senhor te chamou a fazer,  vá   e faça.” 188 E assim a Sra. Brumbach pediu que eu fosse até sua casa. Fui. Ela disse: “O que é isto sobre o que você está falando?” 189 E eu disse: “Oh, Sra. Brumbach,” eu disse, “mas vocês nunca viram tais pessoas.”

Ela disse: “Fique quieto! Fique quieto!” Eu disse: “Sim, senhora.” Eu disse: “Desculpe-me.” E ela disse: “Você sabe que aquilo é um bando de santos roladores?” 190 Eu disse: “Não, senhora, eu não sabia disso.” Eu disse: “Eles – eles sem dúvida são pessoas boas.” 191 Ela disse: “Que idéia! Você acha que levaria minha filha lá para o meio de uma coisa como aquela?” Disse: “Ridículo! Isso não é nada senão lixo que as outras igrejas jogaram para fora.” Ela disse: “De fato! Você não vai levar minha filha para fora desse jeito.” 192 E eu disse: “Mas, a senhora sabe, Sra. Brumbach, no fundo de meu coração eu sinto que o Senhor quer que eu vá com esse povo.” 193 Ela disse: “Volte à sua igreja até que eles tenham meios de pagar uma casa pastoral para você, e porte-se como um homem que tem um pouco de bom senso.” Disse: “Você não vai levar minha filha por aí.” Eu disse: “Sim, senhora.” Eu me virei e saí.

A história da minha vida-1959


Por definição:

Bullying é um termo em inglês utilizado para descrever atos de violência física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (bully – «tiranete» ou «valentão») ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar ou agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz(es) de se defender. Também existem as vítimas/agressoras, ou autores/alvos, que em determinados momentos cometem agressões, porém também são vítimas de bullying pela turma.

Em sentido mais amplo, o fato de ser perseguido de maneira sistemática e velada por um grupo, não importa ser religioso, político ou de outra orientação ideológica, configura-se Bullying. A questão é o dano causado ao que sofre a agressão, muitas vezes, emocional e/ou psicológica. Chamar um pastor e/ou irmão de falso, ismo, “obra do diabo” etc, configura-se perseguição por bullying. O ordenamento jurídico brasileiro, especialmente no Código Penal prevê tal tipificação:

Injúria

Art. 140 – Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro:

Pena – detenção, de um a seis meses, ou multa.

§ 1º – O juiz pode deixar de aplicar a pena:

I – quando o ofendido, de forma reprovável, provocou diretamente a injúria;

II – no caso de retorsão imediata, que consista em outra injúria.

§ 2º – Se a injúria consiste em violência ou vias de fato, que, por sua natureza ou pelo meio empregado, se considerem aviltantes:

 

Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa, além da pena correspondente à violência.

No plano espiritual vemos o irmão Branham sofrer a perseguição por se reunir com certo grupo religioso, deixou-se levar pela razão e não pelo Espírito Santo e pagou pela sua decisão discriminatória. Muitos irmãos se deixam levar pelo fato de serem maioria e por conseqüência de uma falsa lógica, estarem certos. A pensar assim, legitimam-se a perseguir os “errados” os que não compartilham a mesma fé.  Deus não está interessado na quantidade, todavia, na qualidade do povo. Fazer acepção de pessoas não é correto, não foi esse o ensinamento que Jesus nos legou.

falecom@avozdedeus.org.br

- Compartilhe -

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on email

- Artigos Recentes -