Arquivo em Fevereiro 20, 2020

Escola Dominical | Pr. João Pereira | 16.02.2020

Tema: Deus confirma a nossa eleição.

Escritura Bíblica: São João 12, versículos 20 ao 27

“Ora, havia alguns gregos, entre os que tinham subido a adorar no dia da festa. Estes, pois, dirigiram-se a Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e rogaram-lhe, dizendo: Senhor, queríamos ver a Jesus. Filipe foi dizê-lo a André, e então André e Filipe o disseram a Jesus. E Jesus lhes respondeu, dizendo: É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado. Na verdade, na verdade vos digo que, se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto. Quem ama a sua vida perdê-la-á, e quem neste mundo odeia a sua vida, guardá-la-á para a vida eterna. Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará. Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora.”

O eleito reconhece o que Deus revela para ele, pois Ele só mostra Seu plano de salvação para eleito. Deus vai atrás daquele que está buscando a ação Dele em seu dia. Ele vê como você está agindo diante da mensagem do dia. O eleito não aprende, ele reconhece o dia, a Sua mensagem e a Sua visitação.

“Agora observe aquele Menino de doze anos de idade, sendo a Palavra para aquela hora. Ele era a Palavra prometida para aquela hora, o Messias ungido. Observe o que Ele disse, “Não sabeis que devo cuidar dos negócios de Meu Pai?” A Palavra corrige o erro. Vêem, e o sobrenatural, um Filho de doze anos de idade! Eu não acho que Jesus compreendeu o que Ele disse, mas Ele era a Palavra, e a Palavra corrige o erro. Vêem, Ele corrigiu a Sua mãe, e lhe repreendeu dizendo assim. Agora, se isto fosse – sendo os negócios de Seu pai, Ele estaria com o Seu pai, se José fosse o Seu pai.”  (Mensagem: Deus é identificado pelas Suas características, parágrafo 48)

A Palavra corrige o erro. Isso é uma característica para identificarmos. Quando a Palavra do dia veio, ela corrigiu os erros doutrinários. Temos uma mensagem que corrigi os erros, pois a Palavra sempre vem ao profeta; Ela tem que está em carne para Ela ser manifestada. A tentação de Jesus Cristo mostra como Ele usou a Sua Palavra para corrigir uma palavra não ungida.

Agora, nós sabemos que Ele somente vem e se identifica àqueles que estão procurando por Ele. E é desta maneira que será na Sua segunda vinda. O mundo não saberá nada sobre Ele. Ele simplesmente vem, toma Sua Igreja e se vai, e aqueles que não estão procurando por Ele serão deixados para trás. Ele está vindo apenas para aqueles que estão procurando por Ele. (Mensagem: Jesus Cristo é o mesmo ontem, hoje e eternamente, parágrafo 83)

Você está procurando por Ele?

 

 

 

Culto de Adoração | Ir. Illus Lima | 09.02.2020

Escritura Bíblica: Mateus 24, versículo 29 ao 35

“E, logo depois da aflição daqueles dias, o sol escurecerá, e a lua não dará a sua luz, e as estrelas cairão do céu, e as potências dos céus serão abaladas. Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória. E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus. Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam. O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.”

Nós sabemos que Jesus Cristo era o próprio Deus em carne, mas Ele cria em cada Palavra que acerca Dele estava escrito, e a Sua posteridade está predestinada e preordenada para crer em cada palavra, cada promessa, em cada coisa dessa Bíblia. Nós somos esse povo. A perfeição é Cristo em nós. Nós somos o povo que temos visto a figueira brotar, temos visto o sinal do Filho do Homem, temos visto a Coluna de Fogo, temos visto o Filho do Homem pregar e fazer sinais e maravilhas, e temos visto o Filho do Homem nos nossos dias. Ele continua sendo curador, salvador, redentor, nosso pastor, nossa bandeira; Ele continua sendo todos aqueles 7 Nomes Compostos, que não são apenas nomes, mas são atributos de Deus que continuam aqui, agora.

A batalha, é porque Ele está vindo. Essa batalha que cada um de nós enfrentamos, cada prova, cada luta, cada pequeno problema que Satanás fica arrumando entre os irmãos, é por causa da vinda Dele. A vinda Dele é para todos aqueles que O buscam, e o buscam de todo coração. Essa é a batalha que enfrentamos hoje, a vinda do Senhor para as nossas vidas. Como nos preparamos para a batalha? Tomando toda a Palavra de Deus.

“Como é que podemos ver outros grandes sinais e maravilhas feitos em outros, e nós? Isto deveria causar um estado de desespero, que estamos decididos, ente Deus. Os sinais de Sua Vinda deveriam trazer toda esta congregação, quando temos lido isto da Palavra…E o Espírito Santo tem nos dito: “Vá a um certo lugar, tal e tal coisa acontecerá,” não nos diz o que era, mas aconteceria. Nós vamos ali, isso acontece daquela maneira. Os jornais anunciam isto, as revistas anunciam isto, mostram a foto disto. Voltamos aqui e vemos aqueles grandes mistérios, escondidos na Bíblia, abertos para nós, em um novo campo que nem conhecíamos antes, e harmoniza perfeitamente com a Vinda do Senhor Jesus.” (Desesperos, parágrafo 53)

Podemos falar que estamos prontos?

Cada um de nós irá responder pelo seu ministério. Se você não se desesperar, essa mensagem não cria vida em nós. A fé opera pela caridade, e para você ter fé, você tem que ter amor primeiro. Então vamos tentar viver essas coisas, vamos avaliar as nossas vidas para atrair o amor de Deus. Você tem que expressar, se você ama, expresse. Deus saiu da eternidade, quando caímos, para fazer um caminho para nos trazer de volta.

“Você quer me dizer que levantou a mão, e então não é sincero o suficiente para se pôr de pé? Que bem lhe fez o Evangelho? Oh, tal brincadeira com igreja, brincando com Deus! A hora está próxima, um destes dias uma bomba atômica atingirá aqui em algum lugar, em uma destas grandes fábricas de pólvora. Não haverá um milésimo de segundo para repensar isto. Será tarde demais então, e talvez antes da próxima Páscoa, ou até mesmo nesta Páscoa. Não quer se levantar agora, dizer: “Deus, sê misericordioso comigo, um pecador. Eu agora aceito Cristo ao oferecer-Se como propiciação pelos meus pecados. E por Sua graça, e Sua graça apenas, eu habito na Presença de Deus.” Você confessará seu erro? Aquele que encobrir seus pecados não prosperará. Aquele que confessa seu pecado, tem misericórdia. Depende de você. Ele está observando.” (A Perfeição, parágrafo 103)

Culto de Escola Dominical | Pr. João Pereira | 09.02.2020

Escritura Bíblica: Jeremias 29, versículo 10 ao 14

“Porque assim diz o SENHOR: Certamente que passados setenta anos em babilônia, vos visitarei, e cumprirei sobre vós a minha boa palavra, tornando a trazer-vos a este lugar. Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração. E serei achado de vós, diz o Senhor, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o Senhor, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.”

Israel depois de tanto transgredir, mostrou que ao se afastar de Deus, Deus mostrou seu amor com o Seu plano de redenção. Claro que como um Deus justo, Ele tinha que castigar e trabalhar com aqueles que transgrediam. Dentro desse plano de Redenção, há várias redenções, Deus tratando cada um a seu modo. Tudo isto é Deus cumprindo seu propósito, revelando para nós o Seu plano de redenção.  

É muito fácil as pessoas crerem num evangelho fraco. Não seja fraco ao servir a Deus, seja forte, pois Deus está olhando cada movimento seu. Deus quer que a Igreja entenda o Seu plano, e uma maneira de entender o Seu plano de redenção é ver a caminhada de Israel, saindo da terra de Jacó, indo para Egito, e voltando para a Terra Prometida.  

“Todo homem emprega força para entrar Nele” (Desesperos, parágrafo 43). 

Não é levar uma vida fácil. É dever nosso orar, não dentro de uma linha denominacional, mas devemos observar as profecias em oração, e mostrar obediência. Deus que mais obediência do que sacrifício. Não ore tocando trombeta, mas faça secretamente, e Deus te honrará. Pessoas que vivem só de emoção vão desaparecer. Você tem que ser motivado pela Palavra, pela Mensagem, essa é a nossa trajetória aqui.  

“Agora falaremos de – de  Desesperos  por  alguns  minutos  agora. Geralmente se requer um estado de  emergência  para  nos  lançar  em  desespero.  Vêem?  É pena que tenha de fazer isto. Porém os seres  humanos  são tão  indolentes  em  suas  mentes,  que  se  necessita  de  uma emergência.  Algo  surge,  e  quando  surge,  então  isto  –  isto  os  lança  naquele  desespero.  E realmente, ao  se  fazer  isso  em  desespero,  põe  para  fora  aquela  coisa  real  que  você  é.  Isto  mostra de  que  você  é  feito,  no  tempo  de  desespero.  Isto geralmente  arranca  para  fora  todas  as  boas coisas  que  estão  em  você.” (Desesperos, parágrafo 45)  

Não espere até a hora da emergência. O cristão não deve se escandalizar com momentos de emergência, mas deve amadurecer.  

“Agora,  creio  que  estamos  vivendo  nos  dias  em  que  somos…Ou,  por  outro  lado,  os  dias  em que  estamos  vivendo  deveriam  motivar  a  Igreja  a  entrar  completamente  em  desespero.  Eu  creio, desde  a  mensagem  desta  manhã  de  Deus,  não  de  mim,  eu  creio  que  ela  devia  lançar  toda  esta congregação  em  desespero,  que  temos  brincado  por  tempo  suficiente.  Temos  ido  À  igreja  por tempo  suficiente.  Temos  de  fazer  algo.” (Desesperos, parágrafo 52)  

Deus não irá promover uma luta para que você entre em desespero. Ele quer que você observe os sinais do tempo, a mensagem do Profeta, e em desespero, entre em ação!  

Culto de Santa Ceia | Pr. Sérgio Ricardo | 02.02.2020

Escritura Bíblica: João 8, versículo 1 ao 11

“Jesus, porém, foi para o Monte das Oliveiras. E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. Quando ouviram isto, redarguidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.”

A Bíblia diz no livro da lei, Levíticos 20, versículo 10, “Também o homem que adulterar com a mulher de outro, havendo adulterado com a mulher do seu próximo, certamente morrerá o adúltero e a adúltera.” Aqui não cabe acusação, cabe o cumprimento imediato daquilo que foi dito. Não há como levar isso a julgamento. A lei do Velho Testamento é extremamente positiva, não havia espaço para graça e misericórdia. No entanto, quando trouxeram essa mulher perante Jesus Cristo, o autor da lei, aquele que não veio aplicar a lei, e sim para ser chicoteado, atacado, para passar necessidades, Ele viu a acusação e disse: “mas quem nunca pecou, atire a primeira pedra.” 

Nós estamos exatamente agora perante esse tribunal de Deus, onde a graça e a misericórdia Dele estão sendo estendidas para nós. E aqueles que tenham ouvido a mensagem tem o Poder Vivificador dentro deles, dentro de você. O poder do Espírito Santo é um poder vivificador, e ele está em nós.

Certa vez, alguém chegou para o Ir. Branham e disse: “Ir. Branham, como eu faço para não pensar pensamentos negativos? Como eu faço?” Então o Ir. Branham disse em parábola: “Pensamentos negativos são como pássaros voando sobre a minha cabeça, mas eu posso evitar que eles façam um ninho na minha cabeça”. Eu não posso evitar que um pensamento negativo venha a minha cabeça, aonde está a maior batalha jamais pelejada, mas eu posso evitar que o pensamento negativo crie morada.

“Eles o pegaram (pensaram que teriam que mandá-lo a um manicômio) e o questionaram. Ele declarou: “Estou tão normal em minha mente como sempre estive. Mas eu creio em Deus. Louvado seja o Senhor por me curar”, desta forma. O que era isso? Ele estava segurando naquele sexto sentido. Algo ali dentro segurando nisso. Ele não estava importando se podia ver, a visão não tinha nada a ver com isso. Ele estava vendo com outra visão. Ele viu Deus! Nós olhamos para coisas que não enxergamos. Toda a armadura cristã é por fé. Aquele que vem a Deus deve crer que Ele existe. Todos os frutos do Espírito, tudo é fé, invisível. Nós olhamos para o invisível. Olhamos para o invisível, por fé nós enxergamos. Aleluia! Um garotinho o guiou até o outro lado da rua para fazer a barba em uma barbearia. E um barbeiro espertinho quis debochar dele. Então ele ensaboou bastante seu rosto. E junto com outros barbeiros ele piscava os olhos para eles desse jeito. Ele disse… Começou a fazer a barba dele, já estava mais ou menos na metade, tinha uma toalha ali em cima, você sabe, e ele questionou: “Diga, Sr. Rhyn”. Ele respondeu: “Sim, filho”. Continuou: “Eu ouvi dizer que você foi ver o santo rolador quando ele esteve aqui”. “Sim, eu fui”, ele respondeu. Prosseguiu: “Hum, ouvi dizer que você foi curado”. Ele respondeu: “Sim, eu fui. Louvado seja o Senhor por me curar”. E quando ele disse isso, seus olhos se abriram ali na cadeira do barbeiro. Daquela cadeira, ele pulou com a toalha em volta de seu pescoço. O barbeiro correu até a porta com a navalha na mão. Rua abaixo se foi o velho Rhyn tão rápido quanto podia, gritando e exclamando: “Louvado seja o Senhor, Ele me curou”.” (Mensagem: A Fé é o Sexto Sentido, parágrafos 70 e 71)